Postado em 25 de Outubro às 15h58

Potencial logístico do Norte de SC consolida a Logistique 2018

Joinville está próximo dos portos catarinenses, que movimentaram uma corrente de comércio de mais de 12,5 bilhões entre janeiro e setembro deste ano e que juntos, ocupam a 12ª posição no ranking nacional dos estados exportadores e 2ª posição no ranking dos importadores

O potencial logístico da região Norte de Santa Catarina, onde está inserido o município de Joinville, consolida a Logistique - Feira de Logística e Negócios Multimodal, como o segundo maior evento do setor de logística, transporte e comércio internacional. A feira acontece de 23 a 25 de outubro no Centro de Promoções Expoville e reúne mais de 80 marcas. Entre elas a Volkswagen Caminhões e Ônibus, Zurich Airport - controlador da operadora Floripa Airport -, Hamburg Süd e Aliança Navegação e Logística, Infraero, PAC Log, Porto Itapoá e Arteris. A expectativa é que mais de 15 mil visitantes passem pela Expoville nestes três dias.

"Joinville tem uma ótima estrutura de transporte e armazenagem de cargas e ainda a vantagem de estar localizada próxima a quatro portos e terminais. A Logistique está acontecendo num excelente momento para integrar modais, principalmente porque a cidade caminha a passos largos rumo a se transformar em um polo logístico", afirmou Ari Rabaiolli, presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), em visita ao evento.


Segundo Leonardo Rinaldi, diretor da Logistique, Santa Catarina é um estado diferenciado e foi toda essa pujança e vitalidade econômica, somada aos diferenciais competitivos, que possibilitou à Zoom Eventos realizar aqui esse importante evento multissetorial. "Nosso objetivo é promover de forma expressiva toda a cadeia de negócios em nível nacional.". Para Ari Rabaiolli, da Fetranscesc, a feira veio para agregar os modais e sempre que isso ocorre, a relação das empresas de transporte com o mercado fica bastante fortalecida.

Para o prefeito de Joinville, Udo Döhler, a escolha da cidade para sediar a feira no ponto de vista logístico não poderia ter ocorrido em melhor hora. "Joinville está posicionada estrategicamente junto a portos aeroportos, além de ser servida por importantes rodovias. Diante do que encontramos aqui posso dizer que Joinville está preparado para novas edições do evento, com certeza, bem maiores que esta primeira edição".


Infraero anuncia projetos para SC durante a Logistique

A localização estratégica de Joinville e o potencial de Santa Catarina é também destacado pelo presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Antônio Claret de Oliveira. "Iniciativas como esta, de trazer um evento do porte da Logistique para Joinville, abre a possibilidade da integração e promoção da sinergia entre as logísticas rodoviária, portuária, ferroviária e aeroviária", disse Claret. Segundo o dirigente, Santa Catarina tem grandes pontes para alavancar as operações aeroportuárias no estado que já estão sendo promovidas pela Infraero.

"Uma grande área de Santa Catarina é hoje subutilizada pela impossibilidade de acesso adequado. Estamos buscando solucionar esses gargalos com investimentos em nossa infraestrutura aeroportuária." Entre os projetos da Infraero para Santa Catarina estão a mudança sistemática no processo de gestão do Aeroporto Internacional de Navegantes com a licitação de hotel e centro de promoções na área do terminal e também a implementação de nova estrutura dos terminais de cargas, hoje operados pela PAC Log.

Aliança e Hamburg Süd destacam potencial do mercado catarinense

A região de Joinville é extremamente importante para os armadores Hamburg Süd e Aliança Navegação e Logística principalmente pela sua localização estratégica e pelo potencial econômico do Norte de Santa Catarina. "Entre as modalidades de cabotagem e longo-curso operamos2 mil escalas de navios por ano no Sul do Brasil, em seis portos no eixo Rio Grande/Paranaguá, e o mercado catarinense é considerado muito importante para a empresa, onde está presente em dois portos e dois terminais de uso privado (TUPs)", disse Leonardo Silva, gerente regional da Aliança Navegação e Logística e Hamburg Süd.

As empresas armadoras, controladas pelo Maersk Group, líder mundial em operações portuárias, também detém 30% do capital do TUP Porto Itapoá, o que intensifica a atuação das armadoras em Santa Catarina. A Hamburg Süd está entre as dez maiores marcas ligadas a operações com contêineres no planeta e conta com mais de 250 escritórios em 100 países. No ramo de navegação sem rota a regular (tramp) a Hamburg Süd opera graneleiros e petroleiros sob os nomes Rudolf A. Oetker, Furness Withy Chartering e Aliança Bulk. A Aliança é líder nacional na navegação costeira e também é a 11ª transportadora rodoviária do Brasil

A feira

A Logistique é organizada pela Zoom Feiras e Eventos, uma empresa com mais de 10 anos de tradição no mercado catarinense. O evento vai unir as cadeias de logística, transporte multimodal, comércio exterior e intralogística e é visto pelo mercado como a segunda mais importante feira de logística do Brasil.

Veja também

Principais motivos para visitar a LOGISTIQUE10/03 Otimize seu tempo: Encontre em um único local, soluções completas para toda a cadeia de logística, intralogística transporte e comércio exterior Realize negócios com os principais players do mercado Encontre uma ampla diversidade e oferta de marcas e produtos, com soluções personalizadas para seu negócio Amplie sua rede de......
Infraero participa da Logistique 201827/08 Responsável pelas operações da maior fatia dos terminais aeroportuários brasileiros, a Infraero participa da Logistique - Feira de Logística e Negócios Multimodal ao lado das operadoras PAC Log e Floripa......

Voltar para Notícias